scrolling='no' As Redes Sociais do Momento. Twitter, Google Wave e Facebook. | Tendências de marketing digital e redes sociais na Web 2.0

O Marketing Digital nas Plataformas de Redes Sociais

As Redes Sociais do Momento. Twitter, Google Wave e Facebook.

terça-feira, 30 de março de 2010

É inegável que a plataforma de rede social Twitter caiu no gosto dos brasileiros. Embora a ideia inicial do microblog fosse de monitorar por Y o que o usuário X estava fazendo, de fato esse não foi o caminho trilhado pelo passarinho azul.

O Twitter nasceu em 2006, mas só tomou fôlego e credibilidade três anos depois, em 2009. Muito utilizado na época na divulgação de notícias sobre a morte do astro Pop Michael Jackson descobriu-se no Twitter um forte potencial de veículo jornalístico; eu o comparo ao repórter Esso da década de 40, porém mais moderno, com a possibilidade de notícias editadas em tempo real.

Muito se tem ouvido falar e até mesmo comprovar que os 140 caracteres do Twitter podem divulgar fatos, notícias, promoções, gincanas, entre outros tantos criativos uso da rede de microblog, mas a pergunta que se faz é: Até quando? Não sabemos, pois todas as plataformas que nasceram nos últimos 6 anos já tiveram o seu tempo áureo, foi assim com o Orkut; será assim com o Twitter? Esperamos que não.

De acordo com a pesquisa realizada pela Pesquisa Ganter, o Twitter e o Facebook serão as plataformas de redes sociais mais utilizadas pelo corporativismo em 2015, minha previsão é que: A Copa do Mundo de 2014 no Brasil será 70% divulgada nestas redes, em especial Twitter e as reportagens especiais e mais elaboradas são claro, foco da televisão. Será realmente o uso bilateral de TV e Redes Sociais tão esperados por nós.

2015 parece longe, mas a verdade é que existe uma previsão de que essas duas ferramentas já em 2013 sejam substitutas do E-mail, que deverá ser abolido das empresas mais “antenadas” e substituídos pela ferramenta instantânea de mensagens curtas e rápidas. Porém a quem diga que o Google Wave, da desbravadora Google, é quem assumirá esse papel, uma vez que o Wave engloba diversas ferramentas em uma só plataforma de rede social. Talvez essa seja a previsão mais coerente, embora o Wave ainda não tenha caído no gosto popular, existe sim uma grande possiblidade de essa plataforma ser mais utilizado pelo meio corporativo, por ser mais seguro e principalmente discreto, uma vez que existe a possibilidade de criar-se grupos, diferentemente do Twitter. Se pegarmos como exemplo o Twitter que levou 3 anos para cair na boca do povo, o Wave está no lucro, uma vez que ainda falta 3 anos para essa previsão acontecer.

Já o Facebook teria mais pré-disposição para substituição dos call centers.; por ser uma ferramenta bastante versátil e agrupar bem o marketing e a comunicação instantânea , com a possibilidade de privar conversas e comentários, além de ter um layout mais clean. O Facebook é uma excelente ferramenta de comunicação entre marca e cliente, estreitando e desenvolvendo os laços que não são bem desenvolvidos nos call centers; uma vez que os atendentes muitas vezes não respondem de forma satisfatória.

Já em plataforma de mídias sociais, o consultor deverá ser alguém de fato, conhecedor da empresa a ponto de responder com satisfação as perguntas geradas pelos consumidores e com isso fidelizar de vez este cliente ou ganhar mais um novo consumidor.

Por fim o Orkut. O que será que acontecerá com ele? Será que se extinguirá? Muito provavelmente não. O Orkut está crescendo no quesito organização. Muitos erros cometidos no inicio da implantação da plataforma foram corrigidos e provavelmente o Orkut nos próximos anos terá outra função. Arrisco-me a dizer que o Álbum de fotos será o maior diferencial dessa plataforma; com aplicativos e usos dos quais será moda para àquele momento. Já a página de recados deverá tomar outra função, mais voltada à mural de recados com a possibilidade de o usuário aceitar ou não, como já acontece com os depoimentos e estes sim deverão com isso desaparecer.

Vídeo sobre Redes Sociais:

Título: Panorama das redes sociais no Brasil.

Autor: Agência Click


Imagens da Internet


Priscylla Duarte | Jornalista

1 comentários:

Genilda Silva disse...

As redes sociais poderão ser o referencial de um profissional.
No lugar de pedir somente o currículo, acredito que as empresas irão querer analisar o "perfil psicológico" do futuro contratado através das redes sociais que ele participa!

Ocorreu um erro neste gadget

Últimas Notícias

Loading...