scrolling='no' 15/08/10 - 22/08/10 | Tendências de marketing digital e redes sociais na Web 2.0

O Marketing Digital nas Plataformas de Redes Sociais

Uso das Redes Sociais para conseguir emprego

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

 O meu perfil nas redes sociais é o meu currículo.


Inúmeras empresas de RH e estatais estão utilizando as redes sociais para avaliação e seleção para vagas de empregos. É comum hoje em dia vermos no Twitter anúncios de vagas para estágios, treineers e vagas de empregos com carteira assinada ou temporários. No geral são vagas para diversas áreas, porém de fato, as vagas para a área de comunicação são as que mais se sobresaem. 
A avaliação dos perfis no Orkut, por exemplo, voltadas para as comunidades já são o primeiro contato com os candidatos, muitas vezes antes mesmo de serem enviados currículos para essas vagas, as consultorias em RH já fazem primeiramente a triagem do profissional que mais se encaixa no perfil das vagas através do que ele escreve, quem segue ou as comunidades ao qual ele participa, e depois o próprio RH entra em contato com a pessoa a fim de convidá-la para a entrevista. Portanto, quem usa as redes sociais somente para entretenimento e coloca em seus perfis opiniões acaloradas sobre determinados assuntos, ou afirmam não gostar de acordar cedo ou de trabalhar, corre sérios riscos de perder a vaga para um concorrente que não tenha, por exemplo, em seu perfil essas comunidades – Segue o ditado popular: “Nem tudo o que eu penso, eu falo.” -  isso serve também para ser aplicada nas redes sociais. 
O que é importante salientar é que não existe mais essa divisão entre minha vida dentro ou fora das redes sociais, você é -  para as empresas de RH  e para o mundo- exatamente o que você posta ou tuita. Portanto se pretende participar de processos seletivos via rede sociais, vou te dá a primeira dica: Faça uma faxina no seu perfil.
  1. Comece excluindo todas as comunidades que estão fora dos padrões de aceitação da sociedade; comunidades do tipo: Eu odeio o meu chefe, odeio trabalhar, odeio acordar cedo, todas essas comunidades que contribuem de forma negativa e que vão de encontro a uma pessoa que não é sociável e difícil de lidar;
  2. Não tuite assuntos relacionados ao dia a dia do seu trabalho atual, ou se for tuitar seja extremamente político nas suas afirmações. Também não seja “bajulador”, pois os profissionais de seleção de mão de obra podem interpretar que você está querendo apenas chamar atenção para algo que você não costuma ser.
  3. Evite postar fotos suas em situação muito pessoais, como namorando ou segurando litros e litros de uísques. Suas fotos dizem muito como você é verdadeiramente. Portanto se quiser passar uma imagem sóbria e responsável, evite se expor demais no seu álbum de fotos. Lembre-se que seu perfil na internet é o seu principal cartão de visita para tudo.
  4. Escreva corretamente. Nada de abreviações ou “internetês”, escrever: “Euu toh cum fomii”! Sinceramente, é infantil demais para uma pessoa de 20 anos de idade. Mostre que domina o português e não que você escreve em dialetos, seja adulto como pede a sua idade.
Com essas dicas de comportamento nas redes sociais, quando o RH da empresa que você pretende trabalhar visitar o seu perfil, e ver que você usa com moderação essa ferramenta tão importante nos dias atuais, certamente você será chamado para o próximo passo: A entrevista. E nessa etapa, você também deve se comportar de forma coesa para não dá a impressão que seu perfil pessoal na verdade estava “maquiado”.
No próximo post vamos comentar o assunto: “As redes sociais nas escolas de ensino infantil”.



Priscylla Duarte | Jornalista

Ocorreu um erro neste gadget