scrolling='no' 24/04/11 - 01/05/11 | Tendências de marketing digital e redes sociais na Web 2.0

O Marketing Digital nas Plataformas de Redes Sociais

O que faz um Comunicador Digital? - Uma profissão de futuro!

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Muita gente me pergunta o que eu faço e eu sempre explico da seguinte forma: Sou uma comunicadora que aplico a comunicação social tradicional no meio digital e web. E para os mais velhos eu falo que trabalho como jornalista de internet. Então se você, assim como eu, sempre tem que explicar à todos o que faz da vida, veja esse vídeo ( EXCELENTE) sobre a área de comunicação digital!

Profissão de Futuro e do Futuro, viu?





Priscylla Duarte | Jornalista
@priscylladuarte

Geração Z - As crianças não são mais as mesmas de antigamente!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Geração Y - Educando os filhos Geração Z

Será que os nossos valores morais e sociais estão tão distorcidos ao ponto da vida do outro ser humano não valer mais nada? Será que é certo, colocar culpa no psicológico, em doenças mentais, na condição social ou na falta dela? Quando tragédias acontecem sempre nos perguntamos: Onde é que a sociedade vai parar? A pergunta correta é: Para onde é que a sociedade vai caminhar desse jeito.


As crianças brasileiras não têm mais direito de serem crianças. Logo cedo são erotizadas, onde os adultos acham bonito ver meninas com shortinhos ou mini-blusas dançando iguais as funkeiras, chegam a rir e pedir bis. Acham que essa atitude é normal e que as crianças de hoje em dia são assim mesmo. Não elas não são assim – nós as tornamos assim. Crianças são frutos da sociedade, quem é assim é a sociedade que martela que temos que achar normal crianças namorando nos shoppings, que temos que achar normal meninas com 6 anos de idade usando sutiãs com bojo, que temos que achar normal um menino de 5 anos de idade dizer que a mulher dele não vai sair para trabalhar, por que tem que fazer a comida dele, onde será que ele escutou isso para repetir? Gente, isso é muito sério. Estamos formando a sociedade do futuro, e que futuro o mundo terá com crianças precocemente ativas, sexualizadas e respondonas? Nenhum.

Imaginem-se daqui a 50 anos, provavelmente você terá 70 ou 80 anos e seus filhos já estarão adultos na faixa dos 50 anos, como vocês acham que eles irão se comportar diante da sua velhice? Provavelmente muito pior de como nós tratamos os nossos idosos, isso por que nós estamos ensinando a eles que a juventude, a beleza, a jovialidade é o que realmente importa, quando na verdade o que importa são os valores morais que estão sendo engolidos pela mídia que é feita para a sociedade e pela sociedade.

Nós temos a chance de criarmos pessoas dignas, capazes e solidárias. Mas para isso é necessário que deixemos elas serem crianças quando tem que serem crianças. Adolescentes quando tem que serem adolescentes e adultas quando chegarem à fase adulta. Não faz tanto tempo assim, há no máximo 15 anos atrás, uma menina de 10 anos ainda era uma menina de 10 anos, hoje uma criança de 10 anos é adolescente e uma menina de 8 anos é pré-adolescente, acho isso um absurdo! Digo isso por que tenho na família três meninas com as idades citadas, duas de 8 e uma de 10 anos elas já são precocemente estimuladas a não aceitarem mais serem chamadas de crianças. Mas como? Se elas ainda são. Eu sou do tempo, e olhe que tenho apenas 27 anos, sou do tempo que uma criança de 8 anos era praticamente um bebê inocente, vejo minhas fotos com essa idade e não consigo acreditar que tinha 8 anos, parecia bem menos, aos 10 anos eu ainda assistia TV Colosso e aos 12 anos a Fada Bela. Agora menina de 12 anos pensa em namorar, em ter filhos e em segundo lugar em estudar - e isso é normal? Se alguém acha essa atitude normal, significa dizer que realmente estamos no caminho errado. Desculpa-me: Eu que sou o E.T no planeta Terra, ou a sociedade é quem tá agindo da maneira mais fácil? - Quero voltar então para o mundo onde as coisas estão realmente certas.

Vamos rever nossos conceitos. Pois o tempo é agora, antes que nossos filhos realmente cresçam e tornem-se adultos infelizes e inseguros por que foram precocemente estimulados quando deveriam está brincando, estudando e interagindo com o mundo para que no futuro o mundo interaja com ele.

Segue duas frases de dois sábios senhores, deveríamos ESCUTAR os mais velhos, pois ao contrário do que pregam que os avós estragam os netos, os avós é quem sabe educá-los, fui criada pelos meus avós e sou perfeitamente normal, porém vejo filhos criados pelas televisões, que hoje tem exatamente a minha idade e são completamente fora da realidade - São crianções mesmo.
“Se você não se preocupa com o que o seu filho faz ou diz aos 03 anos de idade, pode se preparar que lá na frente você vai se preocupar”.

Frase do meu Avô Francisco:

“Criança não tem o que querer".

E a minha avó Jaci completa:

“Por que só quem pode querer algo é quem tem personalidade formada e a criança ainda está em formação.”

Ou seja, as crianças são condicionadas a algo, não é um QUERER, é uma condição imposta a elas, portanto, condicione as suas crianças a algo bom, que elas serão Nice People. Agora se condicioná-las a coisas erradas, com certeza elas serão adultos mal-intencionados.


Priscylla Duarte | Jornalista
@priscylladuarte

O perigo causado pelo Foursquare

segunda-feira, 25 de abril de 2011


Sei que a plataforma está em alta e é usada principalmente pela classe média e alta do Brasil, por isso mesmo a acho extremamente perigosa, uma vez que essas classes aqui citadas são mais predispostas a seqüestros e confesso: Ainda não encontrei uma utilidade concreta na ferramenta. Usuários mais antenados no Foursquare me expliquem qual é a real utilidade dele que não seja o fato de indicar a localização que o usuário se encontra? Por que isso para mim é totalmente dispensável.


Observo diariamente na minha TL (Time Line) empresários Natalenses, jornalistas e outros profissionais informando através de seus iPhones ou Blackberries onde eles se encontram naquele momento do dia; indicando exatamente o lugar onde se encontram naquele momento, coisas do tipo: Estou no Shopping Midway, estou na avenida Afonso Pena,estou no Banco do Brasil, estou sei lá mais onde, exatamente o que o Twitter se propunha a fazer em seus primórdios e que não teve muita utilidade, tanto que hoje em dia o mesmo é usado para outra coisas que não sejam informar o que se está fazendo, o Foursquare propõe exatamente o mesmo uso, porém com relação a coordenadas geográficas, alimentando a necessidade de onipresença que as pessoas tem.

Primeiramente me vem à cabeça: E isso importa em que? O que muda na vida de alguém o fato de saber onde outra pessoa está naquele momento? Qual a utilidade pública desse serviço? Na minha concepção só importa para informar às pessoas mal-intencionadas onde você se encontra e quem sabe ocasionar algo desagradável a vida de quem as informou, como por exemplo: um seqüestro relâmpago. Parece extremista, mas é muito fácil disso acontecer, afinal se deu margem para tal ação. Se você toma o maior cuidado ao andar pelas ruas, ao chegar a sua casa, por que não tomaria cuidado ao utilizar um meio digital? Não se engane os “profissionais” na área também se utilizam do ciberespaço para “organizar” os seus delitos, ou melhor: trabalhos.

A pergunta que eu faço é a seguinte: É realmente necessário expor a sua vida dessa forma? E a dos seus filhos, que infelizmente estão sendo observados por todo o mundo e que não tem poder de escolher se quer ou não participar desse novo movimento? Se a resposta foi sim, aconselho a procurar um psicólogo, pois está sofrendo de algum tipo de transtorno comportamental muito comum nos dias de hoje. Agora se a resposta foi não, parabéns você tem chances de se livrar desse estilo de vida imposto a nós jovens modernos.

Eu vejo bebês que tem as suas vidas totalmente divulgadas na web, os pais informam a todo o momento onde seus filhos se encontram, o que estão fazendo, com quem estão se relacionando, o que fizeram, enfim, não se preocupando no mal que podem está ocasionando a eles tanto hoje quanto no futuro, por que pense bem, se fosse você a vitima:

Imagine-se pequeno com 2 anos de idade e suas fotos sentados em um “troninho” juntamente com um texto explicando como esta sendo a sua adaptação no desfralde? Agora você tem 18 anos e seu namorado ou namorada está vendo isso publicado, provavelmente jogado na vastidão da web? É trauma na certa. Por que o pai era carente de atenção e necessitava informar a todos sobre o dia a dia do filho, jogando na internet! Ou informando como se fosse à hora-certa através do Foursquare onde estão, e em que colégio X? Será que essas pessoas não percebem que eles estão abrindo margem para que possa acontecer alguma coisa séria na vida delas ou pior na vida dos filhos delas? Percebam o que vocês podem está originando por causa dessa necessidade quase que Narcisista em contar uma novela. Acompanho (por que faz parte do meu estudo de comunicação e psicologia) como se fosse realmente uma minissérie da vida real de pessoas anônimas.

Em um mundo onde ninguém respeita mais ninguém, onde a vida do próximo não vale mais nada e em muitas vezes vemos acontecimentos que poderiam ter sido evitados senão fosse o egocentrismo exagerado de se mostrar a todo minuto e a todo tempo, nessa pseudo-afirmação de que olha: “Eu existo e quero ser notado”!?

Estudo diariamente a segurança nos campos digitais, associados à psicologia social, e noto que estamos caminhando para uma vida onde o privado não existirá mais, e ninguém poderá nem reclamar se um dia encontrar na Internet fotos pessoais ou declarações que deveriam está privadas, mas que não se respeitou a vontade de quem a solicitou. Isso por que nem os advogados e juízes acordaram para o fato dos crimes digitais, ainda são poucos os que atuam nessa nova e promissora área do Direito.

O Foursquare é uma rede social dispensável e que se os especialistas em roubos ou seqüestros quiserem poderão utilizá-la para monitorar a sua vida, a vida da sua família, juntamente com o seu Twitter que é aberto para todo mundo, com o seu Formspringme que pode se manter contato através de perguntas simples e o fato de você ficar postando o dia a dia da sua família em blogs ou informando onde eles se encontram nesse exato momento através do Foursquare,  poderá está correndo sério risco de vida, acredite.

Estudo todas as redes sociais e sei que todas elas têm um Q de perigo constante quando não bem utilizadas, porém o Foursquare é perigo diário a todo o momento, uma vez que, a mesma informa, através de você, lógico e em tempo real a sua localização geográfica, abrindo margem para possíveis crimes.

Fica o alerta.



Priscylla Duarte | Jornalista
@priscylladuarte

Ocorreu um erro neste gadget