scrolling='no' O que está acontecendo com a televisão brasileira? | Tendências de marketing digital e redes sociais na Web 2.0

O Marketing Digital nas Plataformas de Redes Sociais

O que está acontecendo com a televisão brasileira?

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Bem, gostaria de abrir um parêntese no blog para fazer um crítica ao atual formato da grade televisiva da TV brasileira. Vamos fugir um pouco dos nossos assuntos principais que são marketing digital e novas mídias, mas é também esse artigo é uma forma de entedermos o por quê que as chamadas novas mídias ( INTERNET, IPHONE e WebTv) estão em crescimento, enquanto assistimos ao declínio da televisão. Espero sinceramente que ela consiga dá a volta por cima.

Crítica a programação televisiva do Brasil
Por: Priscylla Duarte - Jornalista.

Há alguns dias venho observando a programação da televisão aberta do nosso País. É incrível como os diretores dos programas de TV’S estão se comportando como “cegos em tiroteios”. Não é de hoje que a televisão brasileira vem passando por sérios problemas na grade de programação, e isso não é “problema” de uma ou duas, são todas elas, sem exceção. Como minha principal fonte de informação é a INTERNET, entro nos sites que considero relevantes as notícias para obter informações e com isso assisto somente os telejornais, e que a meu ver, também estão “cambaleando” na telinha. A televisão passou a ser a última coisa que ligo em minha casa, a primeira é o computador, por isso não estava “por dentro” de como andava a grade televisiva, porém nessa última semana passei a acompanhar e confesso: Nunca vi algo tão ruim.

Sempre fui e ainda sou fascinada por televisão, por muitos anos assistia às novelas e foi graças às telenovelas que descobri uma grande veia artística dentro de mim: o talento de atuar, descobri ainda muito jovem, aos 6 anos, quando “imitava” os personagens nas novelas – em especial VAMP, novela da época, aos 8 anos de idade escrevi uma reportagem a respeito da morte da atriz Daniela Peres – ela era a atriz que eu admirava na época e foi graças a essa reportagem que descobri a minha paixão por escrever e por isso escolhi o jornalismo como profissão, alguns anos depois passei a imitar a Fátima Bernardes no jornal nacional. Tenho muito a agradecer ao mercado televisivo, foi em uma televisão daqui de Natal – TVU que aprendi tudo sobre “a arte de fazer de conta” e isso faz parte de mim. Recentemente descobri o meu verdadeiro caminho, a INTERNET, mídia a qual venho me dedicando há 2 anos, porém é impossível não ficar “triste” com o caminho que a televisão vem fazendo.

Fechando esse parêntese da minha trajetória vocacional - importante para que entendam a minha revolta com esse descaso, voltemos ao ponto de questionamento que é a grade televisiva das principais redes de televisão do Brasil. Vamos começar com a Rede Globo e a Rede Record. A Rede Globo por anos e anos reinou absoluta nas residenciais dos brasileiros e também por muito tempo foi à única fonte de informação de muitos cidadãos, porém há alguns anos a TV vem perdendo espaço para ascensão da Rede Record, que resolveu “copiar” o modelo Globo, e “trazer” alguns apresentadores do SBT , além de trocar por outros da Record - na verdade, parece mais times de futebol trocando jogadores, nesse caso apresentadores, só que no caso da Emissora o motivo é para ver se chega a liderança - Nessa falta de respeito com o telespectador quem sabe um dia.



Já as novelas da Globo exibidas atualmente, em minha opinião, não sei qual é a pior das três, são frustrantes. A novela das 6, cama de gato, é verdadeiramente uma cama de gato, uma trama sem pé-nem-cabeça, com uma vilã que deixa a desejar e muito. A Paola Oliveira é uma ótima atriz, porém como vilã ainda tem muito a aprender, aconselho a pegar algumas dicas de grandes vilãs de novelas como: Nazaré Tedesco (Renata Sorah) e Maria de Fátima (Glória Pires).

A novela das 7 que começou recentemente, ainda tem muito pano para manga, mas diante – mão aconselho ao autor a mudar esse lado cômico da novela, não adianta, essa novela não é engraçada. E onde está os tempos modernos? A música - tema de abertura e os títulos de nada têm a ver com a trama. Agora quem está se superando no quesito “pior novela dos últimos anos” é Viver a Vida, do grande autor Manoel Carlos. Maneco, o que houve? Cadê os enredos maravilhosos que deram um show como: Laços de Família e Páginas da Vida? A atuação de Alinne Morais como tetraplégica está muito fora da realidade (é tetra ou paraplégica? – não sei. Só sei que tetra não é, ao menos não parece ser). As novelas da Record então, nem se fala, a atual: Betty, a feia, só se salva a atuação da atriz que interpreta a protagonista da trama e a outra que vai ao ar às 10 horas da noite a qual o nome eu não me lembro; não acaba mais não? A Paloma Duarte já deve está de “saco” cheio de interpretar uma personagem tão medíocre. Não vou nem mencionar as novelas da BAND e do SBT, para não ser mais crítica.



Falta de respeito com o telespectador. Mudam a toda hora os horários de exibição dos programas, nesse quesito o SBT se superar. Agora eu pergunto? O que tem a ver um programa de debates de temas familiares, como é o caso de “casos de família” indo ao ar às 19 horas da noite? Esse tipo de programa é vespertino Sr Silvio! Não adianta querer mudar a lógica das coisas, isso não funciona. Programas como este vão ao ar no máximo até as 5 da tarde, hora que as vovós precisam de algo para se distrair – agora vamos “maneirar” com os convidados, eles são muitos “esquentadinhos”.




Agora me deixe comentar o mais “intrigante” de tudo: Os programas > Caldeirão do Huck - TV Globo, Programa do Gugu - TV Record e Domingo Legal – SBT tem alguma parceria com o projeto do Governo Federal” Minha Casa, minha vida” ou com o programa de aceleração ao crescimento - PAC ? Sim porque o festival de casas que estão sendo entregues nesses programas, daria para tirar todo mundo do aluguel. Vamos ajudar, agora transformar um programa todo, como no caso do Programa do Gugu, só com um quadro desses e que ainda por cima é a cópia barata do “Lar doce lar” do caldeirão do Huck, aí já é demais! Sem contar dos vídeos ultrapassados que a produção insiste em colocar no ar – Produção do Gugu, e isso serve também para a produção do programa da Anna Hickman e da Eliana – Quem quiser vídeos incríveis da internet, acessa a INTERNET, e um conselho de quem trabalha com a Rede: esses vídeos que estão passando nos programas já estão “aposentados” a long time ago.




O Show da vida do Fantástico. O que são aquelas baby questions ( Perguntas infantis) que eles estão colocando como “calhau” – Expressão jornalística para encher lingüiça. Perguntas do tipo: Por que existem mais modelos mulheres do que modelos homens no mundo da moda? Ou por que as enfermeiras vestem branco? Telespectador: Onde tem de fantástico nessas perguntas?(não aceitem isso) E mais: colocar a música Rebolation durante 3 minutos em rede nacional para nós simples “seres humanos” escutar e assistir, é no mínimo uma forma de tortura – Me desculpe os fãs da música. O que eu entendi com essa tentativa da produção do Fantástico é que o público do programa mudou (com certeza sim) agora deve ser as classes C e D que acompanham o programa, uma vez que as classes A e B estão respectivamente, assistindo os seus DVD’S em Home Theater e/ou INTERNET. Uma pena um programa que já foi tão importante para as noites de domingo acabar dessa forma e o pior, com o horário reduzido para o BBB10 em noite de votação, que se nas outras edições já deixava a desejar, nessa então, com participantes sem carisma algum então.., Ah! Com exceção da Tessália que teve a sorte de está na boca do povo depois que começou um affair com o Ex da Karen Pila - pergunta-se: Quem é Karen Pilla? Sei lá! Entra no TWITTER e procura por: @karenpilla o passarinho te responde. Como sempre acaba tudo em novas mídias.












Televisão brasileira, Aí sim é que “rebolation” tudo de vez.

Bem, fica aí a minha crítica para a nossa adorável televisão. Como já dizia a Marisa Monte e Tribalistas: “Não tenho paciência pra televisão” – Acho que você também não, senão não estaria lendo este post.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget