scrolling='no' Convergência das mídias 2ª parte ( WebRadio e WebTv) | Tendências de marketing digital e redes sociais na Web 2.0

O Marketing Digital nas Plataformas de Redes Sociais

Convergência das mídias 2ª parte ( WebRadio e WebTv)

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Como prometido no artigo anterior onde explicávamos a respeito da transição dos meios de comunicação de massa do século XX para a INTERNET hoje iremos falar a respeito desses mesmos meios, porém com as características necessárias para se ter um bom conteúdo na Web. Como já sabemos a INTERNET nos dá a possibilidade de nos comunicarmos em tempo real, e que essa é a característica básica para que os meios de comunicação de massa tradicionais sobrevivam na rede (on time). Partindo do ponto que INTERNET pede INTERATIVIDADE, subentendemos que as características da comunicação via INTERNET também o seja. Dessa forma observando assim, os dois meios de comunicação mais utilizados no mundo OFF, o rádio e televisão terão que mudar muito de suas características afim de migrar para a rede.


Primeiramente vamos nos familiarizar com os nomes na Web para cada um desses meios, a partir de agora iremos chamar o meio rádio de webrádio e o meio televisão de webtv. Vamos então entendermos as características de cada um desses meios?


Para que uma Webradio funcione é necessário termos um meio para propagar esse veículo, na maioria dos casos, esse meio será através de um site, onde através de um player comum serão transmitidos o conteúdo dessa rádio. Até aí, tudo bem. Isso é o básico para que uma webrádio funcione, porém para que seja, realmente, chamada de webrádio é necessário que toda a programação permita o internauta a participar on time e full time dessa programação, seja - produzindo ele mesmo a sua própria playlist, participando de debates ao vivo, pedindo sua música favorita, ou fornecendo músicas. A característica essencial de uma rádio é ser ao vivo, e isso aplica-se também as webrádios.

Já em uma webtv a interatividade é primordial para se diferenciar da programação televisiva convencional. Programas temáticos e ao vivo, 24 horas on line, bem como a possibilidade de montagem de grade, do jeito que o webespectador deseja. Participação em tempo real dos programas, com a possibilidade do próprio webespectador ser o apresentador, além disso, a webtv tem uma característica importante: É o internauta quem dita às regras, ele é o real motivo da Webtv existir( conteúdo colaborativo). Agora, existe também alguns players em flash colocados em alguns sites, onde venho observado que estão ssendo chamado de Webtv, bem como vocês já sabem, esse tipo de veiculo de comunicação necessita de estúdio, apresentadores, profissionais especializados nesse tipo de formato e mais ainda toda a programação tem que ser, necessariamente, ao vivo para que o webespectador possa interagir, agora que você já conhece as características básicas da Webrádio e Webtv ficará mais fácil distinguir quando você ver um simples player tocando música ou passando vídeos on demand. Ah! Para não confundir, vídeos on demand também fazem parte da grade de uma WebTv, porém de forma interativa, onde você pode montar sua grade e não somente passando vídeos, ou ainda com a possibilidade de rever aquele programa que você gostou ou perdeu, sem está dentro da programação ao vivo. Tá vendo? Essa é a verdadeira interatividade.

Em outro artigo vamos falar sobre jornalismo on line e revistas digitais, além de introduzirmos os chamados E-book’s e E- Readers em nossas conversas.

Priscylla Duarte - Jornalista

Artigos relacionados:

1ª parte sobre Convergência das Mídias

3ª parte sobre Convergência das Mídias

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget