scrolling='no' Compras Coletivas e Leilões online foram o destaque de 2010! | Tendências de marketing digital e redes sociais na Web 2.0

O Marketing Digital nas Plataformas de Redes Sociais

Compras Coletivas e Leilões online foram o destaque de 2010!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011



Compras Coletivas:
Quem nunca ouviu falar em sites de compras coletivas nesses últimos meses atire a primeira pedra!
Pois é, no ano de 2010 observamos uma verdadeira revolução na maneira de comprar dos consumidores, através dos sites de compras coletivas que surgiram a pouco mais de 9 meses. Observamos também o surgimento de incontáveis sites de compras coletivas - que vendem produtos e serviços com descontos acima de 50%, partindo da premissa do “comprar por impulso”. 
Esses sites foram muito importantes para a popularização de compras pela internet, pois infelizmente muitos consumidores tinham o pé atrás em adquirir algum produto via web - a segurança proposta por esses sites impulsionaram aos consumidores ávidos em adquirir produtos e serviços com descontos verdadeiramente atraentes; o oba-oba dos Off fizeram com que comprar pela internet virasse febre em 2010 e essa febre continua.
Esse foi o principal acontecimento na web 2.0 no último ano e ouso a dizer que em 2011 iremos observar não só o crescimento desses sites, como o surgimento de outros e um pouco mais além o aparecimento de formas mais atraentes especializadas em comprar.

Leilões online:
Outro importante acontecimento no ano de 2010 foi o surgimento dos leilões online - outra forma bastante inusitada de E-commerce. Comprar produtos caros que em lances online se tornam extremamente baratos, nos últimos 03 meses do ano passado, foi o grande boom da Internet colaborativa. Esse tipo de comércio eletrônico passou a ser chamado de  S-Commerce que são as compras feitas socialmente a partir de opiniões de seus amigos online ou no caso dos leilões a ajuda dos outros participantes.
De fato surge uma vasta e numerosa possibilidade de comércio eletrônico na segunda metade do século XXI.  É óbvio que muitos iram nascer e morrer na mesma velocidade que o S-Commerce surgiu; mas sem dúvidas os maiores permanecerão e com isso essa nova forma de comprar se tornará não só parte do dia a dia das pessoas, como também uma necessidade.
O que mais chama a atenção nessa forma de venda e compra são os valores promocionais dos produtos e serviços ofertados. Só será atraente adquirir o serviço ou produto se o desconto for verdadeiramente diferenciado.  O que conta realmente não é se quem compra está precisando do produto e sim quanto de desconto o consumidor consegue nesse produto e quantas pessoas estão adquirindo o mesmo, uma vez que se muitas pessoas estão comprando, quer dizer que vale a pena também comprar por que muitas outras pessoas estão adquirindo, funciona como uma forma de termômetro.
Impulsividade e vaidade são as características mais comuns dos usuários de compras coletivas. Não importa se se está precisando do produto, muitas vezes não.  O que importa é se o desconto está atraente ao ponto da pessoa participar e que 200 pessoas também compraram. Segue exatamente o mesmo caminho do número de seguidores e amigos adicionados - só que a dinâmica se inverte: Antes falávamos de pessoas, hoje falamos de serviços e produtos. A pergunta que fica é a seguinte:
Até quando as empresas vão permanecer nessa escuridão e não abrir os olhos para o vasto e cheio de oportunidade mundo da Internet?




Priscylla Duarte | Jornalista
@priscylladuarte

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget