scrolling='no' Como conseguir clientes usando a Internet | Tendências de marketing digital e redes sociais na Web 2.0

O Marketing Digital nas Plataformas de Redes Sociais

Como conseguir clientes usando a Internet

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011


Vender o produto é o que toda empresa quer e não só vendê-lo, mas fixar a sua marca e atingir o maior número de potenciais consumidores.
E para alcançar esse objetivo é lógico que os empresários recorrem a publicidade e propaganda. Durante muito tempo prevaleceu à propaganda na televisão, rádio e impressos para atingir esses consumidores e durante muitos anos somente este tipo de publicidade deu certo, uma vez que os consumidores não tinham como expressar-se verbalmente em suas opiniões a respeito do produto, salvo aquelas caixinhas de sugestões e a central de atendimento ao cliente do produto – Era uma época de passividade.
Porém nesses dois casos especificamente o consumidor apenas informava sua insatisfação ou satisfação com relação ao produto e essa comunicação era feita de forma privada, ou seja, ninguém mais ficaria sabendo, fora o consumidor e o empreendedor.
 Com a popularização da Internet observou-se uma ótima oportunidade das pessoas expressarem suas opiniões a respeito de tudo através de blogs, sites e mais recentemente redes sociais. Com isso, independentemente da empresa querer ou não está na Internet, ela estará por meio de seus consumidores. Basta uma simples pesquisa no Google, por exemplo, para que encontremos milhares de links a respeito de uma marca X, com consumidores dando suas opiniões a respeito do produto ou relatando suas experiências com a marca ou serviço prestado por determinada empresa.
 É a realidade em que vivemos atualmente e nem adianta achar que isso é passageiro, por que a verdade é que é definitivo. Esses consumidores vieram para ficar. Eles são extremamente críticos e obstinados, não se acomodam em apenas ver, eles precisam e vão atrás de experiências verdadeiramente envolventes com o produto e se sentem sim donos da sua marca. Não é para menos, afinal eles a consomem, eles a vestem, eles a comem, ou seja, sua empresa ou marca só existe, por que eles aprovaram.
O fato é que investir em propaganda e publicidade é o melhor caminho para vender, isto é fato e contra fatos não existem argumentos. Mas não é somente fazendo um VTde 30 segundos para ser veiculado no intervalo da novela das 8 ou comprar um anúncio de duas página na revista Y, não, isso é muito pouco.
Definitivamente para que sua marca ou produto seja visto, ele necessita muito mais que isso - Ele necessita de ações que casem tanto no mundo offline quanto no mundo online - Não é papo furado o que vou dizer, é a realidade: “Hoje em dia os seus consumidores passam muito mais tempo em frente de um computador do que em frente da televisão, indo mais além, hoje em dia o seu cliente tem iPhones conectados 24 horas e com pacotes de acessos ilimitados a redes sociais e não duvide: Eles as usam incessantemente, como uma manada de lobos devorando a sua presa, é exatamente isso: As pessoas amam estarem conectadas, gostam desse movimento e para que você realmente venda, não perca mais tempo caia de cabeça nesse mundo também”- Contrate um profissional para fazer isso pela sua empresa.

Que fique bem claro que eu não sou contra a publicidade tradicional, nada disso. Tem peças publicitárias surpreendentes, porém não posso afirmar se essa peça surpreendente atingiu realmente quem deveria ser atingindo - o consumidor final – aquele que realmente vai comprar o produto.
Só posso afirmar com categoria aquilo que gera de fato números e esses números só são gerados através de relatórios e relatórios seguros apenas conseguirei via Internet – uma vez que só ela mapeia com exatidão os números de acesso e impactados com as ações. E é por isso que eu afirmo categoricamente que uma publicidade online atinge com muito mais eficiência o público consumidor de uma determinada marca, pois os números gerados comprovam.
É muito legal, realmente, vender para um cliente que a propaganda do produto dele vai estrear no intervalo da novela das 8 e que supostamente 300 mil pessoas estarão assistindo a essa novela, só que se esqueceram de dizer o seguinte para o cliente: Elas estão assistindo a novela e que no intervalo ela vai mudar de canal, por que ela tem controle remoto e não precisa se levantar para mudar de canal e ficar zapeando enquanto a novela não recomeça – Para que a pessoa assista o comercial, o publicitário e sua equipe devem ter realmente uma grande ideia e que essa ideia possa gerar interatividade.
O problema é que alguns publicitários estão se esquecendo de informar ao cliente que o consumidor agora tem voz ativa, e essa voz começou a ser moldada com o controle remoto, sabia? Pois é, um simples controle remoto. Não adianta mais força alguém a ver, essa tática é do século passado - Estamos na segunda década do século XXI - os costumes são outros por que os consumidores são outros, e consequentemente a forma de publicidade também deve se moldar a esses novos consumidores – interatividade é a bola da vez – Lembre-se disso ao contratar sua próxima agência de publicidade.

Priscylla Duarte | Jornalista
@priscylladuarte

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget