scrolling='no' As oportunidades que a Internet oferece aos recém-formados em Comunicação Social | Tendências de marketing digital e redes sociais na Web 2.0

O Marketing Digital nas Plataformas de Redes Sociais

As oportunidades que a Internet oferece aos recém-formados em Comunicação Social

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011


Algumas pessoas me perguntam como eu ingressei na área de Internet. Daí eu resolvi fazer esse autopost especial de terça para explicar como a vida me guiou para o meio e também para abrir o leque de recém formados na área que ainda não sabem em qual veículo de comunicação irão atuar.


Minha trajetória profissional:

A verdade é que em 2004 quando o Orkut surgiu no Brasil, eu estava mais preocupada em estudar uma forma de como eu seria a próxima Fátima Bernardes e tomaria o lugar dela lá no Jornal Nacional, é sério! Meu sonho era ser a apresentadora do jornal das 8 da noite da Globo, acho válido para uma menina bonita e com apenas 19 anos, eu podia sonhar com isso, pensava.

És que o Orkut surgiu e eu nem dei bola, até fiz uma conta para mim, mas não me interessei muito, mesmo por que várias pessoas que eu não tinha nenhum contato na época da escola, passaram a me adicionar e fingir ser "melhores amigas", pois é, comecei a ficar com raiva principalmente dos Status - Namorando, casado, solteiro, relacionamento aberto, achava aquele site tão sem graça e não compreendia como as pessoas podiam gostar daquilo, deletei minha conta por vários anos e vários anos não me interessei por nada de Internet, achava tudo um saco, não via nada de interessante lá, a não ser o site da Globo - minha obsessão como podem ver e 4 outros sites contados: MSN, sites exotéricos, de fofocas e Hotmail – Eu realmente era uma ex-adolescente neórotica.

Em 2006 com as voltas que a vida dá e eu prestes a me formar na UFRN, resolvi então voltar para o Orkut - Percebi que as pessoas sempre retornam a ele, e é verdade – Primeira observação importante com relação às redes sociais – Todo mundo retorna a elas ao menos uma vez na vida. Voltei e dessa vez para ficar - pois eu estava fazendo pesquisas para o meu TCC e sabia que no Orkut eu poderia encontrar pessoas para participar de entrevistas e me ajudar de alguma forma em meu trabalho que era sobre o uso da televisão no ensino a distância – Segunda constatação – As rede sociais diminuem a distância entre as pessoas.

Porém o uso do meu orkut também passou a ser o comum a todos: colocar fotos, responder scraps, colocar status no relacionamento, conhecer pessoas e rever pessoas, inclusive aquelas que não eram tão amigas assim, mas que decidi sim aceitá-las como "amigos" – Terceira constatação: as redes sociais é uma ótima forma de manter e fazer amigos.

1 ano depois eu já tinha no meu orkut mais de 250 amigos adicionados e até fui capa de comunidade daquelas "As mais gatas" - é! Acabei que participei de um concurso desses... Enfim, em 2007 voltei as minhas pesquisas acadêmicas e consegui várias pessoas para me ajudar no meu TCC, inclusive um professor meu, do ensino médio, que na Faculdade virou um colega de sala de aula e tinha muitas coisas sobre ensino à distância – Quarta constatação: As redes sociais é uma ótima forma de fazer network.

Um dia resolvi entrar em contato com ele e deixei um scrap na página de recados dele, pronto - Foi aí que conheci a pessoa responsável por eu ter entrado de cabeça e coração no maravilho mundo da Internet - meu Esposo. Sim, nos conhecemos pelo orkut, através desse amigo em comum entre nós - Hoje em dia não tenho mais Orkut, não por raiva, mas por perceber que para o meu dia a dia o Orkut não me ajuda muito, uma vez que não uso as redes sociais para mostrar como anda a minha vida e sim para trabalho e hoje só tenho o Twitter e este blog como presença de minha pessoa na rede – Quinta constatação: Você não precisa está presente em todas as redes sociais para se fazer notado, meui esposo que na época era viciado em Internet me ensinou várias coisas relacionadas à ela e vendo o processo de amadurecimento da mesma, acabei que vi uma excelente oportunidade de trabalho, fora do fantástico mundo Televisão e Rádio.

Me formei em comunicação social, e resolvi entrar no ramo de jornalismo online - Passei o ano de 2009 elaborando um projeto com meu esposo e no final do mesmo ano, me tornei redatora de uma empresa desenvolvedora de sites aqui de Natal, alguns meses depois passei a pesquisar - devido ao meu cargo de diretora de conteúdo web – Fui promovida, nesta mesma empresa ao qual dedico-me há mais de 1 ano - assuntos relacionados ao marketing digital e novas mídias e juntamente com o meu esposo que é analista em SEO e SEM desenvolvemos pesquisas na área de comunicação digital – Sexta constatação: As redes sociais é uma ótima alternativa para quem está interessado em trabalhar com comunicação.

A dica que deixo para quem está interessado em trabalhar com internet é a seguinte: Ame a Internet – se não amá-la não vai entender a verdadeira importância que o veículo oferece. Você verá que trabalhar com Internet além de ser divertido, vai te abrir bastante a mente para coisas que antes você achava impossível de acontecer – Hoje em dia passo no mínimo 10 horas do meu dia conectada – É ou não é amor?




Priscylla Duarte | Jornalista
@priscylladuarte

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget